PRODUTO USADO

 

A marca Ibanez data de 1929, ano em que Hoshino Gakki começou a importar os violões  Salvador Ibáñez da Espanha. 

Quando a fábrica de Salvador Ibáñez foi destruida durante a Guerra Civil Espanhola, os violões deixaram de estar disponíveis no mercado, o que levou a Gakki a comprar os direitos da marca "Ibanez Salvador" e iniciar no Japão a produção de violões clássicos em 1935, inicialmente sob a marca Ibáñez Salvador e, posteriormente, sob a marca Ibanez. 

Em 1957, a Hoshino Gakki produziu o que pode ser considerada a sua primeira guitarra, uma semiacústica com captador. 

Durante os anos 50 e 60, a Ibañes fabricava instrumentos simples e baratos, mas, ao tentar estabelecer as vendas de seus produtos nos EUA, perceberam que deveriam melhorar a qualidade. 

Foi aí, já no início dos anos 70, que a Ibañes começou a se consolidar como uma empresa de instrumentos de qualidade. 

Este período coincidiu com a chamada "copy era" ou "era das cópias", em que várias marcas invadiram o mercado com guitarras, violões e baixos, baseados nos modelos clássicos da Fender, Gibson, Martin, Guild, entre outras. 

Logo em seguida, surgiram os primeiros modelos originais da marca. A série Artist de guitarras com double cutway, que era uma mistura de uma Les Paul com uma Gibson 335 com corpo sólido, veio em conjunto com a aclamada Iceman. 

 

Por volta de 1976, o jovem guitarrista George Benson foi convidado a ser o primeiro a ter um modelo assinado pela Ibañes, assim surgiu a GB10. 

Paul Stanley, do KISS, já estava usando a Iceman e foi o segundo a ter seu modelo signature, a PS10. 

As duas guitarras foram um sucesso e colocaram a Ibañes no patamar das guitarras de primeira linha. 

 

Nos anos 80 e com a revolução no mundo da guitarra, capitaneada por Eddie Van Halen, lançam o modelo Destroyer 2, usada pelos guitarristas do Iron Maiden e Def Leppard. 

Aí surge o modelo Roadstar II, que tinha o seu design similar ao de uma Stratocaster, mas contava com um captador humbucker na ponte, o que conhecemos hoje como HSS. 

Das modificações da Roadstar, surgiu a série RG e os executivos notaram que eles precisavam de alguém pra ser o “Mr. Ibanez”. 

Escolheram, para isso, outro jovem guitarrista que vinha assombrando a todos com uma técnica absurda. Seu nome: Steve Vai. 

A princípio, Vai não se interessou pelos modelos da marca, ele queria algo único, algo seu. 

Várias empresas fizeram propostas ao guitarrista, mas a Ibañes foi mais rápida e mandou o protótipo do que seria a JEM, negócio fechado! 

Com Vai capitaneando o time, vieram Joe Satriani e Paul Gilbert e a empresa se consolidou no mercado da guitarra, assim está até os dias de hoje com vários nomes de peso em seu cast. 

 

Kiko Loureiro é o único artista brasileiro que tem um modelo signature com a companhia Japonesa. 

 

Seguindo todas as especificações do guitarrista do Megadeth, a KIKO200 é um instrumento único com um fantástico Quilted Maple e captadores exclusivos feitos pela DiMarzio para o guitarrista. 

 

Se você não abre mão de ótima tocabilidade, componentes de primeira linha e beleza, essa guitarra está disponível por aqui, é só entrar em contato.

 

Especificações:

 

Marca: Ibanez

Modelo: Kiko 200

Ano de Fabricação: 2018

Corpo: Mogno

Cor: Green Burst

Braço: Maple/ Wenge com Shape "Custom Signature"

Escala: Macassar Ebony com 24 trastes Jumbo com Raio 17" e Escalopada a Partir do 19 Traste

Captação: DiMarzio Kiko

Eletrônica: 1 Volume, 1 Tone, 1 Split e Chave de 5 Posições

Hardware: Cosmo Black

Ponte: Ibanez Edge

Tarraxas: Gotoh

Origem: Japão

Case/Bag: Case

Ibanez Kiko200

R$31,999.00Preço
    whatsapp logo 2.png